O Sermão da Montanha

18 Setembro, 2011 at 9:08 pm 2 comentários

Apresentação de imagens com fundo musical e textos reflexivos
Para download, ver e copiar, clique no link abaixo e AGUARDE
O Sermão da Montanha

Anúncios

Entry filed under: Apresentações em Power Point.

Bem Aventurança Na Esfera Íntima

2 comentários Add your own

  • 1. Jorge Monteiro  |  18 Setembro, 2011 às 9:21 pm

    Caro amigo, por mais de uma vez recebí esse pps (Sermão da Montanha).
    Gostaria que me esclareça se esse que ora recebo tem o mesmo
    texto dos anteriores.
    Agradeço sinceramente sua gentileza de sempre.
    abraço fraternal,
    jorge

    Responder
  • 2. Antonio  |  19 Setembro, 2011 às 2:27 am

    O Planeta com suas invenções, com sua tecnologia e principalmente com sua Mídia, há muito esqueceu-se destas palavras, que eu hoje, sintetizo apenas como ” Bem aventurados os pobres de espíritos porque eles terão o Reino Celestial ”
    A ganância pelo poder, por ter tudo que é apresentado, por querer mais e mais, foram fazendo com que o Homem descobrisse muitíssimas coisas, embora esquecendo-se de que deveríamos preservar tudo o que nos foi legado pelo Criador. Devastações, produtos para aumentar a produção em geral não importando se haveria de fazer ou não o bem para o ser humano, os animais, as plantas, o ar, os mares,rios, etc.
    O Pobre de espírito; é um ser humilde, que para ele, o pricípio e fim é o Criador. Contenta-se com tudo que possui e tem a sensibilidade de agradecer o que tem. É capaz de perdoar, não tem prepotência, não sabe o que é ganância, não inveja que seu semelhante tenha isso ou aquilo, bastando-lhe que tenha por meios de seus esforços o sustento quer seja pelo cultivo de seus próprios alimentos, quer seja pelo o amor a seus animais que lhes fornecem o que necessitam. Não existe a vaidade, a luxúria, ao contrário; muitas vezes, ainda o pouco que possuem, repartem com seus semelhantes.
    Hoje o que podemos notar até mesmo nos ensinado por cientistas é que ao invés do Sermão da montanha, temos uma outra realidade: ” A toda Ação, teremos uma Reação “!
    Portanto, somos hoje obrigados a parar e pensar; Porque aconteceu isso ou aquilo, e certamente obteremos a resposta. Se praticarmos o bem respeitando tudo que nos cerca, certamente estaremos enquadrados como humildes de Espíritos porque temos a certeza de que somos todos iguais perante o Criador e se aqui nos colocou, foi com a finalidade de com nosso livre-arbítrio, sabermos respeitar ao nosso semelhante como gostaríamos que nos respeitasse. Respeitássemos a Natureza porque se foi nos fornecida para determinada finalidade e não para ser desmatada. Respeitaríamos os mares e rios que nos foi legado em parte para nos alimentar e se reproduzirem sem que acabasse as espécies.
    Todavia, o ser humano, por pensar somente no orgulho, na vaidade, na luxúria, quer cada vez mais TER, esquecendo-se que além de está destruindo-o de todas formas, não levará nada para o outro lado ou seja; suas vidas resumem-se em VIVER ESSA VIDA SEJA LÁ DE QUE FORMA FOR, COMO SENDO A ÚNICA QUE POSSUI. Reações? Estamos vendo a todo instante e veremos mais ainda, até quando o ser humano se convencer de que todos nós devemos REALMENTE SER POBRES DE ESPIRITO PARA IRMOS NOUTRAS VIDAS CADA VEZ MAIS NOS EVOLUINDO PARA A LUZ DIVINA.”.OU SE APRENDE COM AMOR, OU NA DOR “. NÓS É QUE DEVEMOS ESCOLHER!
    Muita Luz, Paz, Harmonia e Amor Incondicional a Todos.
    Antonio Carlos Evangelista.

    Responder

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

Trackback this post  |  Subscribe to the comments via RSS Feed


Categorias

Artigos Recentes


%d bloggers like this: